terça-feira, 16 de abril de 2013

Maturidade


A idade da pessoa responde por sua maturidade?

Quer dizer, responsabilidade depende da idade cronológica ou é como os
jovens costumam dizer: Depende da cabeça?

Muito discutida, por vezes idolatrada e, por outras tantas,
crucificada, a juventude é uma fase extremamente importante na vida
das pessoas.

Nesse momento da vida definem-se muitos dos lances decisivos na existência.

O jovem possui uma energia intensa que precisa ser canalizada a fim de
que a vida lhe dê frutos de felicidade.

O jovem não é necessariamente leviano, irresponsável ou precipitado,
apesar de uma parcela da juventude revelar esses aspectos.

O jovem é, sim, entusiasta, idealista, sonhador e precisa que se lhe
deem subsídios para que o entusiasmo não se transforme em frustração,
o ideal não se corrompa e o sonho não se torne pesadelo.

Existem, em linhas gerais, dois tipos de jovens.

O primeiro tipo, é o jovem como Thomas Edison que, aos vinte e um anos
registrou sua primeira invenção e que, entre outras coisas, nos legou
a lâmpada incandescente e o fonógrafo. É de Thomas Edison a célebre
frase: O gênio se faz com um por cento de inspiração e noventa e nove
por cento de transpiração.

Outro jovem especial foi Francisco de Assis que comoveu o Papa, no
Século XVIII, com sua pureza e simplicidade religiosa.

Ainda podemos nos recordar de Joanna d'Arc, a heroína da França que,
no auge dos seus dezessete anos, liderou batalhas decisivas da guerra
dos cem anos, devolvendo a Carlos VII o trono da França.

Ou Teresa de Calcutá, cuja dedicação à causa dos menos favorecidos a
acompanhou desde a mocidade.

Mas, por outro lado, também existiram jovens como Gengis Khan, que
ateava fogo nas aldeias conquistadas e jogava sal no chão, para que
nada ali viesse a germinar. Jovens como Hitler que, desde a juventude,
alimentava o desejo de desforra pela derrota da Alemanha na Primeira
Guerra Mundial.

A juventude é o campo propício para a semeadura dos valores superiores da vida.

Se quiserem, os jovens podem modificar a estrutura social do planeta.
Se quiserem, os jovens podem construir um tempo novo, onde a palavra
fraternidade não seja vã utopia.

Na verdade, juventude não é somente período da idade cronológica, pois
que, acima de tudo, somos todos Espíritos.

Juventude é estado d'alma.

Disse, certa feita,  um Espírito amigo: Ser jovem é olhar para trás e
não sentir remorso...

Ou, ainda, Ser jovem é estar disposto a mudar para melhor, incessantemente.

Há, portanto, dois rumos a seguir:

Um, onde a semeadura é de espinheiros e a colheita de espinhos, e
outro no qual a semeadura é de pomares e a colheita é de frutos
saborosos.

Jovem, nunca se esqueça  que sobre os seus ombros o Criador deposita
uma divina esperança: o futuro!

*   *   *

Tudo que temos nos foi dado por Deus.

A água que mata nossa sede.

A semente que germina e produz o pão.

O milagre do ar que respiramos.

A oportunidade da saúde.

O benefício do remédio.

A presença das pessoas amadas.

Deus nos dá tudo.

O que é que temos dado de nós para contribuir com a Sua Criação?

Pensemos nisso!

Redação do Momento Espírita.
Em 29.10.2012.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.