quarta-feira, 20 de março de 2013

Os mansos herdarão a Terra


Em Seu famoso Sermão da Montanha, Jesus enunciou uma série de bem-aventuranças.

Uma delas se refere aos mansos, que herdarão a Terra.

É interessante observar que os bens do mundo são habitualmente tomados
pelos espertos e violentos.

Ao longo da História, há inúmeros exemplos de rapinagem, escravização
e violência cometidos pelos chamados fortes.

Os povos mais pacatos e ordeiros sempre são as vítimas preferidas.

No âmbito individual, quem não é muito dado a violências e
arbitrariedades também é mais visado pelos espertalhões.

Até agora, essa felicidade dos mansos não foi corretamente entendida e
percebida.

O Espiritismo lança luz sobre a questão, ao ensinar a respeito da
pluralidade dos mundos habitados.

Segundo essa lição, o nível evolutivo dos mundos guarda relação com o
dos Espíritos que neles vivem.

Há os mundos primitivos, nos quais ocorrem as primeiras encarnações.

Há os de provas e expiações, em que renascem seres já intelectualmente
evoluídos, mas ainda viciosos.

Há os de regeneração e paz, os felizes e os celestes ou divinos.

A Terra da atualidade figura entre os de provas e expiações.

Isso significa que nela encarnam Espíritos com significativa evolução
intelectual, mas com moralidade vacilante, revelada por inúmeros
vícios e paixões.

A experiência terrena se destina a promover expiações e provas.

Expiações são trânsitos dolorosos voltados a fazer surgir o
arrependimento no íntimo de quem se fez vicioso.

Provas são testes para aferir a constância no bem e o vigor na luta.

Nesse contexto, é normal que a vida seja trabalhosa e difícil.

Fora o caso dos missionários do amor, os habitantes do planeta lutam
contra si mesmos no processo de aprendizado e sublimação.

Mas o importante é que a transição para mundo de regeneração e paz está próxima.

Trata-se do fim dos tempos de angústia.

Por ora, os Espíritos mais rebeldes se encontram misturados aos demais.

É por intermédio deles que são aplicados os testes mais duros aos
candidatos à paz.

No contato com criaturas difíceis, estes desenvolvem paciência,
compaixão, serenidade e fé em Deus.

Ao final, os mansos realmente herdarão a Terra.

Porque quem persistir no mal, quem teimar em ser violento e esperto
será degradado.

Passará a viver em mundos inferiores, nos quais sua inteligência será preciosa.

Neles, ao contato com seres primitivos, aprenderá a lição do amor que
rejeitou aqui.

Quando se regenerar, retornará ao convívio de seus amores que
permaneceram na Terra.

Ciente dessa realidade, preste atenção em seu viver.

Você figura entre os candidatos à paz ou entre os que, por seu
egoísmo, servem à purificação dos mansos?

Pense nisso.



Redação do Momento Espírita.
Em 11.08.2010.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.