terça-feira, 2 de setembro de 2014

Regras para ser feliz


 Conta-se que um homem de negócios, após longos anos de trabalho árduo, conseguiu ajuntar significativa fortuna.
Todavia, o grande empresário, apesar de todo o dinheiro que possuía, sentia-se infeliz. Desejava a felicidade mas um grande vazio lhe perturbava a alma e as tribulações das horas lhe roubavam a paz.
Um dia, ouviu falar a respeito de um velho sábio, conhecedor de regras eficientes para quem desejasse ser feliz.
O executivo não teve dúvidas. Muniu-se dos recursos necessários e saiu a procurá-lo.
Após longa e exaustiva busca, chegou ao lugarejo onde residia o grande sábio.
Algumas informações mais e lá estava ele, frente a frente com o ancião.
A expectativa era tanta que ele foi direto ao assunto.
Ouvi dizer que o senhor sabe a receita para se conquistar a felicidade. O que mais desejo é ser feliz. Pode me ajudar? Perguntou ansioso.
Bem, respondeu o sábio, na verdade as regras são muito simples. A primeira delas é prestar atenção. A segunda, é prestar atenção. E a terceira e última é prestar muita atenção.
O executivo pensou que ele só podia estar brincando  mas, depois de ouvir algumas considerações, foi mudando de ideia.
O ancião falou com sabedoria: Quem presta atenção em tudo o que acontece nos minutos de sua vida, consegue ser feliz.
Preste atenção no que as pessoas lhe dizem. Saiba ouvi-las com serenidade, buscando ajudar na medida do possível.
Ao fazer uma refeição, aproveite bem o momento. Preste atenção nos alimentos que ingere, sinta o seu sabor.
Preste atenção em tudo à sua volta.
Olhe com atenção uma noite enluarada, um amanhecer de ouro...
Contemple, com atenção, um jardim que explode em perfumes e cores... Uma cascata estirada sobre a montanha rochosa...
Observe com atenção um bando multicor de aves cruzando os ares... Ouça atentamente o canto de um pássaro solitário...
Preste atenção na chuva que cai, abençoando o solo. Imagine os lençóis d'água no subsolo, espalhando fertilidade e vida...
Detenha-se a observar o trabalho das formigas, sua organização, sua perseverança.
Acompanhe com atenção o desabrochar de uma rosa... Sinta o seu perfume.
Enfim, observe atentamente os pequenos nadas ao seu redor.
Em pouco tempo você perceberá que há muito mais coisas boas do que ruins e isso o fará feliz.
Depois de ouvir atentamente os conselhos do velho sábio, o empresário já estava se sentindo mais alegre e disposto a lutar pela felicidade tão almejada.
*   *   *
As horas são abençoadas oportunidades de aprendizado e alegria.
Mas, embora elas se repitam incessantemente, os minutos já não são os mesmos e as circunstâncias mudam a cada segundo.
Dessa forma, a cada hora temos sessenta minutos para encontrar motivos de felicidade, basta que prestemos muita atenção em cada um deles, sem esquecer que a nossa atenção deve voltar-se para as coisas realmente positivas.
Pense nisso!

Redação do Momento Espírita, com base 
em história de autoria desconhecida.
Disponível no livro Momento Espírita, v. 4, ed. Fep.
Em 26.04.2010.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.