segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Reconhecimento e gratidão


Você é otimista? Ou é daquelas pessoas que costumam ver as coisas sempre pelo lado pior?
O ser humano, de um modo geral, tem a tendência de ver as coisas sempre pelo lado negativo e de dar pouca importância às situações nobres e positivas.
Assim foi o caso de um homem que passava por sérias dificuldades financeiras.
No desespero em que se encontrava, e pela fé que agasalhava no coração, resolveu mandar uma carta a Deus pedindo que Ele o ajudasse com a importância de cem reais, que seria o suficiente para alimentar os filhos por algum tempo.
Pegou uma folha de papel e nela escreveu seu pedido. Depois dobrou-a, pôs seu nome e endereço como remetente, e depositou-a numa caixa do correio.
Por ser uma carta aberta e endereçada a Deus, os trabalhadores do correio a leram e, comovidos com o pedido, resolveram se cotizar, fazer uma vaquinha, como se diz popularmente e, com muito custo, conseguiram reunir a quantia de oitenta reais.
Colocaram as notas num envelope e o enviaram ao remetente.
O homem abriu a encomenda e ficou feliz quando percebeu que Deus havia atendido ao seu apelo.
No entanto, ao contar o dinheiro, notou que não estavam ali os cem reais, mas apenas oitenta.
Então, resolveu escrever outra carta para reclamar seus direitos. Pegou outro papel e escreveu a Deus agradecendo pela importância enviada e reclamando que só recebera oitenta reais e que, provavelmente, os funcionários do correio haviam retirado do envelope os vinte reais.
Quando a carta chegou no correio, os funcionários a leram e entenderam porque aquele homem não recebia ajuda de mais ninguém. Era porque tinha um coração duro e mal-agradecido, que só conseguia ver as coisas pelo pior ângulo.
*   *   *
Assim agimos muitos de nós nas mais variadas situações da vida.
Não reconhecemos o esforço que, tantas vezes, as pessoas à nossa volta fazem para nos ajudar.
Esquecemos que, se Deus nos ajuda, é através do próprio homem que o faz.
Geralmente Deus Se utiliza de pessoas de boa vontade e faz com que a ajuda chegue a quem Lhe pede com sinceridade.
É um familiar dedicado, contribuindo com algum valor para completar a renda familiar, possibilitando o sustento com dignidade.
É um amigo fiel, oferecendo o amparo nas noites sem estrelas, tornando possível a caminhada com segurança.
É um vizinho solícito, socorrendo nos momentos amargos para que não caiamos no desespero.
Ou, até mesmo, a ajuda de pessoas desconhecidas, como os funcionários do correio, que chega na hora da aflição para nos oferecer suporte e evitar que nos precipitemos no abismo.
Enfim, são tantos os recursos de que Deus Se utiliza para socorrer Seus filhos e fazê-los crescer na escala evolutiva, sem perder a dignidade nem a honradez...
Por essa razão, nunca despreze o auxílio que chega disfarçado de milagre, pois na verdade são as mãos de Deus que Se distendem sobre as Suas criaturas, amparando e socorrendo através dos homens de boa vontade.
E nunca se esqueça de rogar o auxílio nas horas difíceis, pois jamais Deus deixa de atender Seus filhos.
*   *   *
Seja você também uma pessoa de boa vontade, dispondo-se intimamente a ajudar e socorrer, pois Deus conta com todos nós.
E procure ver o lado bom em todas as circunstâncias, pois sempre há um lado bom. Só é preciso ter olhos de ver e ouvidos de ouvir.
Pense nisso!

Redação do Momento Espírita.
Em 13.10.2010.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.