segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

As leis



Nos tempos que estamos vivendo surgem, quase todos os dias, leis numerosas que objetivam estabelecer normas para as relações sociais dos indivíduos, empresas e nações.
Ao mesmo tempo, outras tantas leis são revogadas, por não mais atenderem às necessidades dos grupos a que se destinavam.
Assim, as leis que mantinham os privilégios de famílias reais ou imperiais tombaram, ante sua ilegitimidade ou imoralidade.
Leis que conferiam poderes a determinadas camadas sociais tiveram que cair, graças a homens que chegaram a expor suas vidas em favor de uma vida melhor para todos.
Leis que estabeleciam a perseguição dos opositores e premiavam bajuladores, foram substituídas por outras, criadas por legisladores amadurecidos e com mais ampla visão social.
Em contrapartida, surgiram leis que estabelecem direitos e deveres a todos e a cada um.
Leis que favorecem a qualquer cidadão se credenciar a cargos públicos. Leis que expressam a igualdade de direitos de todos os homens.
Naturalmente, a verdadeira justiça ainda não é a virtude mais apreciada em todas as comunidades.
Em muitos países, impera ainda a força, os favorecimentos imorais e a arbitrariedade.
Povos existem que morrem de fome, enquanto vige o uso indevido dos bens públicos e a má administração.
Ainda ocorre o domínio de povos sobre povos, por causa de interesses criminosos, das riquezas ou das posições estratégicas ou comerciais.
Tudo isso, no entanto, passará um dia.
As leis interesseiras, que privilegiam grupos ou pessoas, serão banidas da Terra.
Mas as Leis de Deus, que são de perfeita justiça e de perfeito amor, essas permanecerão, sobrepondo-se ao tempo e às criaturas.
Nelas, não há privilégios, nem concessões indevidas.
Como ensinou Jesus: A cada um será concedido conforme suas obras.
São exatamente as Leis Divinas que Jesus veio cumprir, dar execução.
Ante elas, leis humanas que ainda semeiam sombras, que apoiam a indignidade cairão, a pouco e pouco, graças aos homens que, abraçando os princípios cristãos, lutarão por eliminá-las da face da Terra.
*   *   *
Ao afirmar Jesus que Ele vinha cumprir a Lei de Deus, quis dizer que veio desenvolvê-la, dar-lhe seu verdadeiro sentido, apropriá-la ao grau de adiantamento dos homens.
É por esse motivo que nos ensinos de Jesus se encontra o princípio dos deveres para com Deus e para com o próximo.
Redação do Momento Espírita, com base no cap. 1 
do livro Quem é o Cristo?, pelo Espírito Camilo, 
psicografia de J. Raul Teixeira, ed. Fráter.
Em 17.06.2009.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.