quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Uma pausa para refletir


Você está feliz com os resultados obtidos com seus esforços ,ultimamente?
Se está, parabéns! Você está no caminho certo. Mas, se considera que alguma coisa não está bem, faça uma pausa para refletir sobre algumas considerações breves.
Afaste-se da busca vã pela fama e pelo ouro que ficarão sobre o pó da terra. Jamais olhe para trás ao fechar a porta ao lamentável tumulto da ganância e da ambição.
Limpe as lágrimas de seus fracassos e infortúnios, largue o seu pesado fardo e descanse até que seu coração esteja sereno. Fique em paz.
Já é mais tarde do que imagina, pois sua vida terrena, na melhor das hipóteses, é apenas um piscar de olhos entre duas eternidades.
Não tenha medo. Nada neste mundo poderá prejudicá-lo, a não ser você mesmo. Faça o bem e exulte com suas vitórias sobre si mesmo.
Concentre suas energias. Estar em toda parte é não estar em parte alguma. Seja zeloso do seu tempo, pois este é o seu maior tesouro.
Reconsidere seus objetivos; antes de lançar seu coração com grande empenho em qualquer coisa, verifique se são felizes aqueles que já possuem o que você deseja.
Ame sua família e conte suas bênçãos. Ponha de lado os sonhos impossíveis e trate de concluir sua tarefa, por mais desagradável que possa ser. Todas as grandes realizações foram alcançadas através do trabalho e da espera.
Seja paciente. A demora nas respostas de Deus jamais são negativas. Espere. Persista. Saiba que o pagador está sempre por perto. O que semear, bem ou mal, será o que irá colher. Jamais culpe os outros pela condição em que se encontra.
Você é o que é exclusivamente em decorrência de suas próprias opções. Aprenda a conviver com a pobreza honesta, se necessário for. Dedique-se a coisas mais importantes do que transportar ouro para a sua sepultura.
Jamais enfrente os problemas pela metade. A ansiedade é a ferrugem da vida. Quando se acrescentam os fardos de amanhã aos de hoje, eles se tornam insuportáveis.
Evite o muro das lamentações e dê graças, em vez disso, às suas derrotas. Não as teria recebido se não estivesse precisando.
Sempre aprenda com os outros. Aquele que ensina a si mesmo pode ter um tolo como mestre. Seja cauteloso. Não sobrecarregue a sua consciência.
Seja sensato. Compreenda que os homens não são criados iguais, porque não existe igualdade na natureza. Contudo, jamais nasceu um homem cujo trabalho não tenha nascido com ele.
Trabalhe todos os dias como se fosse o primeiro, ao mesmo tempo em que trata as vidas em contato com a sua como se todas fossem terminar à meia-noite.
Ame a todos, até mesmo àqueles que o negam, pois o ódio é um lixo que não se pode permitir. Procure ajudar e confortar aos necessitados. E, acima de tudo, lembre-se de que é necessário muito pouco para uma vida feliz.
Alcance. Confie em Deus e percorra serenamente a sua trilha para a eternidade com lucidez e um sorriso. Quando partir, que todos digam que o seu legado foi um mundo melhor do que aquele que encontrou.
*   *   *
Não programe a sua felicidade dentro dos padrões tradicionais que a ambição já estabeleceu e os preconceitos mantêm.
A felicidade verdadeira independe dos valores externos, sempre transitórios, sem maior significado, além daqueles que lhe atribuem.

Redação do Momento Espírita, com base no livro 
O maior presente do mundo, de Og Mandino / 
Buddy Kaye, ed. Record.
Em 13.09.2010.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.