quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Olhe para o Alto


 Conta-se que uma senhora, cujo trabalho exigia leitura constante, começou a ter dificuldades com os seus olhos, por isso foi consultar um especialista.
Depois de um exame, o profissional lhe disse: Seus olhos estão somente cansados; você precisa descansá-los.
Ela replicou: Mas isso é impossível, por causa do tipo de trabalho que eu faço.
Depois de alguns momentos, o médico respondeu: Tem janelas em seu local de trabalho?
Oh, sim, respondeu ela com entusiasmo.
Das janelas da frente pode-se ver os picos de montanhas distantes e das janelas dos fundos pode-se contemplar um belo e produtivo pomar.
O médico respondeu: É exatamente isto o que você precisa.
Quando sentir seus olhos cansados, olhe para as suas montanhas por uns dez minutos - por vinte minutos seria melhor.
Olhar para longe vai descansar os seus olhos!
*   *   *
Esse fato singelo pode nos trazer valiosos ensinamentos.
Se é verdade que no âmbito físico podemos descansar os olhos, olhando para longe, também pode ser verdadeiro para as questões espirituais.
Os olhos da alma muitas vezes estão cansados e fracos de tanto focalizar problemas e dificuldades.
Nesse momento, olhar à distância e para o Alto, vai ajudar você a restaurar sua perspectiva espiritual.
Às vezes você sente a sobrecarga das dificuldades da vida. No entanto, se voltar os olhos para Deus, poderá visualizar seus problemas na devida proporção e renovar suas forças e o seu bom ânimo.
Vamos, levante os seus olhos!
Quando as imagens dos problemas começarem a ameaçar a sua disposição para a luta, eleve o olhar e busque paisagens distantes.
Quando você vislumbra os obstáculos de um ponto de vista elevado, eles parecem menos ameaçadores e facilmente conseguirá superá-los.
Mas se os observa de um ponto inferior, eles assumem proporções gigantescas e paralisam a sua vontade de vencer.
Vamos lá... Desvie, por alguns minutos, seu olhar.
Olhe para a gigantesca força que habita o infinito azul, a quem chamamos Deus.
Pode ter certeza de que o socorro virá. Uma onda de tranquilidade lhe invadirá a alma e aplacará os seus olhos cansados.
E essa onda de harmonia facilitará a solução dos problemas.
Sua alma se aquietará e as dificuldades farão silêncio.
E nesse silêncio você ouvirá as respostas que o seu olhar cansado buscou no infinito.
Pense nisso, e quando os olhos da alma estiverem cansados, eleve o olhar ao Senhor da vida e nEle encontrará o alívio que busca.
*   *   *
Quando os dias frios e cinzentos do inverno cobrirem o seu olhar com as brumas escuras da tristeza, abra as cortinas do horizonte e contemple a primavera invencível, que logo recobrirá com tapetes perfumados os campos crestados pela invernia.
Quando as dores da alma ameaçarem a sua esperança, rasgue as cortinas do tempo e mire a face sorridente da eternidade a lhe dizer, como quem sabe a verdade: Esse dia de sombras também passará.

Redação do Momento Espírita, com base em história de autoria desconhecida.
Disponível no livro Momento Espírita, v. 3, ed. Fep.
Em 27.06.2011.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

A apresentação está falhando?

Entre no "www.gmail.com" e feche o usuário aberto.

Divulgue este blog (cartão virtual)

Divulgue este blog (cartão virtual)
Clique com o botão direito do mouse, copie a imagem, cole em uma nova mensagem e envie para seus colegas! caso falhe, procure salvar a imagem e depois enviar como anexo.